terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Exemplo de fidelidade católica

Vem-me à lembrança um caso impressionante, ocorrido há alguns anos, atrás da Cortina de Ferro (ex URRS), e noticiado há algum tempo pelo “Osservatore Romano”. Segundo este jornal, os meninos de uma aldeia invadida pelos comunistas descobrem que estes assaltariam a igreja do lugar, a fim de arrombar o sacrário e profanar as Sagradas Espécies.
É noite de inverno, o luar brilha de modo admirável sobre a neve. A igreja encontra-se numa completa solidão. Tantos fiéis dormem em casa, aterrorizados! A agonia se aproxima, a igreja vai ser assaltada. Estará Nosso Senhor abandonado neste Horto das Oliveiras?
Não! Por uma janela aberta, três meninos haviam entrado no templo católico, e ali montavam guarda ao Santíssimo Sacramento. Quando os comunistas aparecem, um dos pequenos, com suas mãos de criança, debalde tenta detê-los a caminho do altar, e morre massacrado. Outro defende a mesa da comunhão, e também é morto. E o terceiro, subindo ao altar, cobre o sacrário com o próprio peito. Os bárbaros matam este tabernáculo vivo antes de arrombar o sacrário de ouro tão menos precioso que aquele. Em seguida, tomam as Sagradas Espécies e as profanam. Exulta o inferno. Porém, muito mais exulta o Céu com o sangue desses três pequenos mártires, derramado na igreja, certamente não menos glorioso do que aquele vertido pelos mártires na arena do Coliseu.

Nenhum comentário: